Arquivar 23 de janeiro de 2023

Descubra 4 fatores sobre o carboidrato que você consome:

Pão branco, arroz branco, açúcar branco são chamados de alimentos retirados. Mas você sabe o que quer dizer um alimento refinado?

É aquele alimento que sofreu alterações em sua estrutura original (que seria o integral) e foi processado na indústria para a retirada do farelo que contém fibras, minerais e vitaminas do complexo B e retirada do germe que contém carboidratos, gorduras, proteínas e minerais.

Só com essa primeiro fator, já considero o suficiente para você se convencer de que isso que você chama de alimento na verdade é apenas um veículo de consumo ínfimo.

Segundo fator:

Por terem sido transformados em um veículo pobre em fibras, eles são digeridos e absorvidos mais rapidamente pelo organismo, lhe gerando menos saciedade e mais fome. 

Terceiro fator:

Por passarem a possuir um alto teor glicêmico, estimulam mais a liberação de insulina (hormônio responsável por controlar a glicose no sangue), lhe gerando, no caso de um alto consumo, o excesso no estoque de açúcar no organismo, que irá lhe engorda e propicia o surgimento de diabetes.

Quarto fator:

A farinha de trigo que é um carboidrato, contém GLÚTEN, que possui um caracter inflamatório, alergênico, lhe gerando distúrbio na absorção de nutrientes dos alimentos entre outros diversos problemas. 

Disruptores endócrinos – O Perigo Invisível

Fique atento aos vilões diários que estão prejudicando seus hormônios e sua qualidade de vida 

Disruptores endócrinos são compostos químicos criados pelos humanos e encontrados em diversas fontes de nosso contato e consumo diário e que desregulam o funcionamento do nosso sistema endócrino podendo causar desequilíbrios hormonais afetando nosso metabolismo, sono, fome, disposição, fertilidade, reprodução e má formação dos órgãos reprodutores.

Apesar de só podermos constatar a evidência dos danos após anos ou décadas de exposição, vale considerar que somos extremamente expostos a esses Disruptores  já desde bebês e além dos sintomas de desequilíbrio no organismo, podemos observar um aumento na incidência de câncer e doença de Parkinson em alguns pesticidas.

Essas substâncias tóxicas estão presentes em outros itens como desodorante, perfume, protetor solar, sabonete e xampu, sintéticos provenientes da alimentação, dos medicamentos, até mesmo das roupas e brinquedos, dentre vários outros.

A maioria dos nossos hormônios atua no organismo em concentrações bem baixas e esse é o seu nível normal e suficiente para funcionar bem. Agora, imagine esse sistema bastante sensível exposto a esse coquetel diário de ingredientes nocivos? 

Há alguns anos, os pesquisadores vêm relacionando também essas substâncias à asma, ao transtorno do déficit de atenção e hiperatividade, câncer de mama, obesidade e diabetes tipo II, baixa do QI. Ou seja, desequilíbrios ligados ao neurodesenvolvimento, aspectos comportamentais, desordens no espectro do autismo, desenvolvimento reprodutivo alterado e aspectos ligados à fertilidade. 

Agende uma consulta para fazer o checklist de seus exames e investigar possíveis reações e causas por essas substancias em seu organismo.

E para saber como você pode reduzir os danos causados em seu organismo, leia o conteúdo

Você sabia que o Corante Cochonilha são insetos esmagados? 

O Corante de Cochonilha é utilizado em alimentos, cosméticos e roupas

São necessários cerca de 70.000 insetos de Carmim de Cochonilha esmagados e fervidos para produzir apenas 450 gramas do corante natural de pigmento vermelho.

Os corantes produzidos a partir destes insetos estão presentes em alimentos, cosméticos, roupas e tintas, como:

Alimentos: Balas, sorvetes, iogurtes, cereais, sucos em pó, refrigerantes

Cosméticos: xampus, batons, sombras

Quase todos os alimentos que são sabor morango possuem esse corante!

Até agora você pode ter achado que a única coisa a se preocupar com esses produtos seria a ingestão de açúcar ou absorção de toxinas, mas saiba que eles também podem causar reações alérgicas como irritações na pele, vermelhidão, enjoo, inchaço nos olhos e urticária em pessoas sensíveis.

Caso observe alguma dessas reações alérgicas logo após ou pós horas do consumo desses componentes, agende uma consulta para investigação e comprovação da alergia.

E saiba que a quantidade de corante ingerida tem pouco a ver com a dimensão da reação alérgica.

Leia o rótulo para descobrir se há algum desses nomes:

– Corante natural vermelho 40
– INS 120
– Corante Natural Carmim de Cochonilha
– Corante Natural Ácido Carmínico
– Em cosméticos, pode aparecer como CI 75470

Compartilhe esse post com alguém que também irá ficar surpreso ao descobrir isso.

Agende uma consulta para identificar esses e outros tipos de alergia alimentar!