5 Dicas para seguir uma dieta Vegetariana

Dieta Vegetariana

5 Dicas para seguir uma dieta Vegetariana

 
A dieta Vegetariana está sendo adotada por um número cada vez maior de pessoas. Essas pessoas, geralmente, estão em busca de melhorar a sua saúde ou adotar uma nova filosofia para a sua rotina de alimentação.
Apesar disso ainda é grande o número de pessoas que tem muitas dúvidas sobre como adotar uma dieta vegetariana. Se você está incluído nesse grupo, esse artigo é para você!
A seguir, conheça mais sobre a dieta vegetariana, os seus benefícios, e ao final cinco dicas que você deve seguir para mudar os seus hábitos alimentares.

O que é a Dieta Vegetariana?

A Dieta Vegetariana nada mais é do que uma dieta que dispensa o consumo de qualquer tipo de carne.
A Dieta Vegetariana propõe um novo estilo de vida para quem a adota em sua rotina alimentar.
A Dieta Vegetariana pode trazer uma série de benefícios para a nossa saúde cardiovascular também, se seguida de maneira saudável. E também pode ser eficaz para combater o risco de desenvolver diabetes. Porém existem também vegetarianos que não se alimentam de forma saudável e nesses caso esses benefícios são excluídos.
Não há um único modo para adotar a Dieta Vegetariana em sua rotina de alimentação. Na verdade, há várias opções para realizar essa dieta. O primeiro passo para isso é saber em qual classe você se encaixa.
Por exemplo, você pode incluir os laticínios em sua dieta vegetariana, mas também pode eliminar todos os alimentos de origem animal do seu dia a dia. Nessa segunda opção, você está adotando uma Dieta Vegana.
 

Veganos são pessoas que não só retiram da sua rotina, o consumo de carnes em geral, como já propõe a dieta Vegetariana, mas também todos os alimentos que são de origem animal.

 
Embora a dieta vegetariana e vegana tragam muitos benefícios para a nossa saúde de uma forma geral, é preciso adotá-las com cautela.
Como a grande maioria dos brasileiros já estão acostumados com o consumo regular e praticamente diário de carne, adaptar o seu organismo para outra alimentação requer alguns cuidados.
Por isso pode ser interessante fazer a mudança aos poucos, de forma gradativa.
 

5 dicas para seguir uma dieta Vegetariana

Como já foi explicado anteriormente, adotar uma dieta vegetariana significa muito mais do que uma preocupação com a saúde e a estética. Adotar uma dieta vegetariana ou vegana pode representar uma nova filosofia de vida. E como toda nova filosofia de vida, ela exige certa adaptação.
A seguir, reunimos cinco dicas que você pode seguir para melhor de adaptar à dieta vegetariana.
 

  • Pesquise pelos alimentos mais adequados para substituir o consumo de carne

Principalmente se você é uma pessoa que consome carne todos os dias, é preciso pesquisar os alimentos mais adequados para substitui-la.
Por isso, pesquise e entenda quais alimentos são os mais recomendados para substituir o consumo de carne. No caso de uma dieta vegana, é preciso também encontrar os alimentos que substituam todas as proteínas animais.
Essa pesquisa e respectiva escolha são muito importantes porque caso a carne não seja substituída por alimentos de nutrientes e proteínas equivalente, o seu organismo sentirá o golpe, e pode sofrer consequências por meio da carência de ferro, zinco e vitamina B12.
Boas opções nesse sentido são alimentos ricos em proteínas. Tais como quinoa, ervilha, lentilha e outras leguminosas.

  • Priorize os alimentos orgânicos

Na hora de comprar, de prioridade para os alimentos orgânicos. Os alimentos orgânicos, além de trazer mais sabor e aroma para as suas refeições, ainda carregam uma maior quantidade de nutrientes.
Os alimentos orgânicos são recomendados para todos, não só para vegetarianos! Eles são livres de substâncias tóxicas, como fertilizantes e agrotóxicos.
 

  • Pesquise sempre novas receita para a sua dieta vegetariana/vegana

Uma das primeiras atitudes que você pode tomar ao adotar uma dieta vegetariana é criar uma lista de receitas. Isso porque uma dieta vegetariana, a princípio, e principalmente a dieta vegana, não apresenta tanta variedade quanto uma dieta comum. Mas quando você começa a pesquisar, com certeza vai perceber que as possibilidades e a variedade é imensa!
Você pode encontrar essas receitas em livros de culinários, em programas de TV, reality-shows gastronômicos, e até em canais populares no youtube.
Porém, sempre verifique a qualidade das informações que são divulgadas nessas plataformas. Muitas informações podem não ser confiáveis e é importante pesquisar os profissionais que estão produzindo determinado conteúdo.
 
Dieta Vegetariana
 

  • Planeje as suas refeições fora de casa

Com uma rotina de trabalho de oito horas diárias, como é a rotina da maioria das pessoas, as refeições fora de casa precisam ser planejadas. Especialmente, o almoço.
Afinal, de nada adianta seguir uma dieta vegetariana ou vegana dentro de casa se você não seguir as mesmas regras quando estiver fora dela.
A maioria dos restaurantes não tem um cardápio específico para receber clientes vegetarianos. Por isso, uma boa opção nesse sentido é montar marmitas saudáveis e simples que você pode levar para o seu ambiente de trabalho.
 

  • Seja acompanhado por um profissional

 
Ao decidir adotar uma dieta vegetariana é muito importante que você consulte um nutricionista para te acompanhar.
Por mais pesquisas que você faça sobre o assunto, a informação mais confiável ainda virá de um especialista em nutrição.
Além disso, o nutricionista poderá verificar como o seu corpo está reagindo aos novos hábitos alimentares propostos. Ele pedirá exames para verificar possíveis carências nutricionais e irá adequar sua quantidade diária de proteínas e outros macronutrientes. Por isso, jamais subestime a presença de um profissional, tanto para a dieta vegetariana, quanto para a dieta vegana.
 
 

Agende sua consulta com um Nutricionista

 

    Consulta + Retorno por 550 reais

    Você também ganha um acompanhamento online de 60 dias por WhatsApp, falando diretamente com a Dra Camila e tem a bioimpedancia inclusa na consulta e no retorno!

    O que é a Alimentação Vegana?

    Alimentação vegana

    O que é a Alimentação Vegana?

     
    A alimentação vegana é baseada somente em produtos de origem vegetal. Na dieta vegana não é utilizado nenhum alimento de origem animal. Nem carnes, nem derivados de origem animal como leite, ovos, queijo, iogurte, mel, etc. Os protagonistas de uma alimentação vegana são as verduras, legumes, frutas e leguminosas como ervilhas e lentilhas.
    Com o passar do tempo, a alimentação vegana foi ganhando muitos adeptos. A questão não é somente alimentar e sim filosófica também. Além de não ingerir alimentos de origem animal, veganos também não usam cosméticos e roupas que advém de origem animal.
    Hoje em dia, dentro de uma alimentação vegana, é possível encontrar uma variedade de produtos que atende à essas demandas. Existem leites vegetais, queijos vegetais, hamburguer feito com leguminosas e várias outras delicias.
    Ou seja, engana-se quem pensa que pessoas que adotam uma alimentação vegana estão restritas em sua rotina. O tofu, por exemplo, é um alimento produzido a partir da soja fermentada e oferece possibilidades de receitas essencialmente vegana.
    Apesar disso, muitas pessoas que se interessam em adotar uma alimentação vegana tem dúvidas sobre como substituir de forma saudável as proteínas de origem animal em suas refeições. Essas dúvidas são bastante comuns, mas podem ser solucionadas. A seguir, elencamos alguns alimentos que são consumidos pelos veganos e que costumam substituir a proteína animal a qual muitos já estão acostumados.
    É muito importante ter uma acompanhamento nutricional nestes casos para evitar carências nutricionais que levam a sintomas como cansaço, sonolência, unhas fracas, queda de cabelos, dificuldade de memória e concentração, imunidade baixa, entre outros.
     

    Alimentos Veganos

     
    Alimentação vegana
    Ao contrário do que pensa uma boa parte das pessoas, a comida vegana é leve, saborosa e, principalmente, colorida. Não há nada de monótono em uma alimentação vegana, como você poderá comprovar a seguir.

    • Leite Vegetal

    O leite vegetal mais conhecido do mercado é, de fato, o leite de soja. Porém, o leite de aveia e o leite de amêndoa são outras opções que os veganos também consideram para a sua rotina de alimentação e podem ser até mais nutritivos.
    A soja, por ser um alimento potencialmente alergênico, não é adequada para todos. O Leite Vegetal é uma ótima opção não só para veganos, mas também para pessoas que tem intolerância à lactose ou que querem adotar uma alimentação menos inflamatória.

    • Frutas e Verduras

    As frutas e verduras não devem fazer parte apenas da alimentação dos veganos, mas sim da alimentação de todas as pessoas, de uma forma geral. Afinal, as fibras, as vitaminas e os minerais presentes nelas são extremamente importantes para a nossa saúde.

    • Leguminosas

    As leguminosas são uma importante fonte de fibras, proteínas e minerais. Entre as leguminosas que são mais consumidas pelos veganos estão as lentilhas, as ervilhas, grão de bico e feijões. Muitos veganos usam as leguminosas como inspiração para criar pratos bastantes criativos e que chegam a ser mais saborosos do que os pratos de uma dieta comum.

    • Cereais

    Os veganos costumam ingerir fibras e carboidratos a partir do consumo regular de cereais. Os cereais que os veganos mais consomem podem ser encontrados na aveia e no arroz integral, por exemplo.

    • Quinoa

    A Quinoa é um cereal muito rico em nutrientes, além de nos fornecer algumas proteínas que são essenciais para o bom funcionamento do nosso organismo como ferro e magnésio. Como a Quinoa não contém glúten o seu processo de digestão em nosso corpo é fácil e rápido, estimulando também o funcionamento do intestino.
     
     

    Agende sua consulta com um Nutricionista

     

      Consulta + Retorno por 550 reais

      Você também ganha um acompanhamento online de 60 dias por WhatsApp, falando diretamente com a Dra Camila e tem a bioimpedancia inclusa na consulta e no retorno!

      Alimentação vegana/vegetariana

      Quase sempre que atendo um vegano ou vegetariano, ouço a seguinte frase: “fui ao médico/nutricionista e ele me mandou comer carne” ou “ o profissional ficou me questionando por que eu não comia carnes e tentou me convencer a comer”.
      Acredito que compreender a escolha do paciente e ser imparcial nesse caso é essencial. Pois esse é um público que precisa muito de um acompanhamento detalhado e individualizado.
      Um dos maiores erros do vegano/vegetariano é substituir proteína por carboidratos em excesso, ou no caso dos ovolactovegetarianos, por um excesso de produtos lácteos. Assim é comum que haja um aumento de peso indesejado. Outra dificuldade é retirar a proteína animal. Porque não saber substituir por uma proteína de origem vegetal, acaba tornando a dieta e pobre em nutrientes e proteínas.

      Deficiências nutricionais como falta de ferro, b12, zinco, proteínas e outros nutrientes são muito comuns. Elas devem ser ajustadas muitas por uma suplementação específica e individualizada. A falta desses nutrientes pode causar problemas cognitivos, fadiga, sonolência excessiva, queda de cabelos. Além de, unhas fracas, dificuldade no ganho de massa muscular, entre outros sintomas.


      Na prática nutricional, uma avaliação bem detalhada de sinais e sintomas e solicitação de exames laboratoriais completos com análise de vitaminas e minerais para verificar carências ou desequilíbrios é muito importante.

      Tempero Caseiro

      Tempero natural -Tempero caseiro

      Tempero Caseiro

      Pra que tempero industrializado se fazer um caseiro é super fácil?

      Receita de tempero caseiro

      Adicione  alho, cebola, salsinha, cebolinha e azeite triturados no mixer, adicionei uma pitada de sal e depois é só manter em geladeira!
      Pronto, simples e fácil, não é mesmo?
      Conheça também nossa Receita de pão low Carb.
       

      Agende sua consulta com um Nutricionista

       

        Consulta + Retorno por 550 reais

        Você também ganha um acompanhamento online de 60 dias por WhatsApp, falando diretamente com a Dra Camila e tem a bioimpedancia inclusa na consulta e no retorno!

        Salada completa

        Pra não enjoar da salada, que tal essa super caprichada?
        Usei alface, tomate seco, azeitonas, mostrada (tem que ser uma marca sem conservantes, sem açúcar..), azeite extra virgem, nozes picadas, limão, orégano e gengibre ralado.

        Homus de lentilha rosa

        Homus de Lentilha

        Homus de lentinha rosa

        Essa preparação é rica em proteínas e super nutritiva. O gergelim tem alto teor de cálcio, e tem boas quantidades de magnésio, bom para a saúde óssea e ótimo para quem precisa de um reforço desse nutriente. O homus tradicional é feito com grão de bico, mas eu faço com qualquer leguminosa cozida. Use a imaginação!


        Ingredientes:


        ✅ 300g de lentilha rosa (ou vermelha, é a mesma)
        ✅ 3 colheres de sopa de tahine (pasta de gergelim)
        ✅ 1 limão espremido
        ✅ 2 colheres de sopa de azeite extra virgem
        ✅ sal, pimenta do reino e paprica picante a gosto

         

        Modo de preparo:

        Deixe a lentilha por 1 hora de molho e depois deixe secar em uma peneira por 30 minutos.
        Cozinhe a lentilha por cerca de dez minutos na panela comum e depois misture no processador com os outros ingredientes.
        Uma ótima sugestão é comer com bolachas de arroz, fica delicioso!
         

        Agende sua consulta com um Nutricionista

         

          Consulta + Retorno por 550 reais

          Você também ganha um acompanhamento online de 60 dias por WhatsApp, falando diretamente com a Dra Camila e tem a bioimpedancia inclusa na consulta e no retorno!


           

          Patê de berinjela com tahine

          Lanche da tarde com patê de berinjela com tahine

          Lanche da tarde com patê de berinjela com tahine


          O tahine é super versátil e proteico, adoro usar em patês.


          Esse eu fiz com uma berinjela que já tinha assado e sobrou do final de semana, era um antepasto com cebola e pimentões que bati com um pouco de tahine e um dente de alho.

          Também dá pra fazer dessa forma o patê de berinjela com tahine:


          Asse as berinjelas com casca mesmo e quando ela começar a murchar retire do forno e use só a polpa.

          Para cada xícara de polpa coloque 1 colher de sopa de tahine.
          Bata no processador com 1/2 dente de alho, 1 colher de sopa de azeite de oliva extra virgem, sal a gosto, pimenta a gosto e 1 colher de sopa de limão espremido.
          Prontinho!
          Conheça também nossa Receita de Patê de Tofu com Macadamias.
           

          Agende sua consulta com um Nutricionista

           

            Consulta + Retorno por 550 reais

            Você também ganha um acompanhamento online de 60 dias por WhatsApp, falando diretamente com a Dra Camila e tem a bioimpedancia inclusa na consulta e no retorno!

            Bolacha salgada de arroz com linhaça

            Bolacha salgada de arroz com linhaça

            Bolacha salgada de arroz com linhaça

            Super crocante e saudável!

            Ingredientes:

            • 2 xícaras de chá de arroz integral
            • 1/2 xícara de chá de quinoa em flocos
            • 1/2 xícara de chá de linhaça
            • sal a gosto
            • 1 colher de sobremesa de azeite
            • orégano ou alecrim a gosto
            • 1/2 xícara de chá de água

            Para o preparo, bata no liquidificador ou processador todos os ingredientes menos a linhaça e o orégano/alecrim. Quando formar uma massa cremosa, acrescente a linhaça e misture. Despeje em uma forma untada grande, para formar uma camada fina com essa massa. Salpique orégano ou alecrim a agosto. Leve ao forno a 180 graus por 30 minutos, ou até a massa se soltar do fundo da forma e ficar crocante.
            Conheça também a Receita Bolo de Cenoura Funcional 
             

            Agende sua consulta com um Nutricionista

             

              Consulta + Retorno por 550 reais

              Você também ganha um acompanhamento online de 60 dias por WhatsApp, falando diretamente com a Dra Camila e tem a bioimpedancia inclusa na consulta e no retorno!

              Trufas funcionais de chocolate

              Essas trufinhas  surgiram a partir do recheio de uma torta. Um dia resolvi inovar e arriscar fazer neste formato. E ficou perfeito!
              Ingredientes:

              • 1/2 abacate
              • 1/2 xícara de chá de coco ralado fresco *opcional
              • 1/2 barra de chocolate 70% cacau – 50g ( de preferência adoçado com adoçantes naturais, sem açúcar)
              • 4 colheres de sopa de aveia
              • 2 colheres de sopa de cacau em pó puro

              O modo de preparo é bem simples: derreta o chocolate 70% e reserve. Bata no processador o abacate com o coco fresco e o cacau em pó até que se forme uma massa bem lisa. Acrescente o chocolate derretido e bata novamente. Acrescente a aveia e bata só mais um pouco, para ficar na consistência de mousse. Leve ao congelador por 1 hora. Retire do congelador e faça bolinhas, passe no cacau em pó puro ou no coco fresco se preferir. Leve ao congelador por mais 2 horas e sirva!