Como ter sucesso em uma dieta pensando além da comida?

Esse texto é pra todos aqueles que já fracassaram alguma vez ao tentar iniciar uma dieta.
Ter sucesso em um tratamento nutricional não depende só de deixar de comer isso, ou passar a comer aquilo. O processo vai muito além disso.
Quantas vezes você iniciou uma dieta e colocou tudo a perder quando começou a pensar: “ ah, mas eu trabalhei tanto hoje, eu mereço comer um docinho, mereço tomar aquela cervejinha”. Ou até: ah, já saí da dieta mesmo, vou comer tudo que posso hoje e amanhã eu recomeço”. O problema desses pensamentos é que você sempre vai ter uma desculpa para merecer sair da dieta e você sempre vai pensar em recomeçar amanhã.
Sem contar as nossas emoções, que facilmente sabotam a dieta e o nosso comprometimento em fazer aquilo dar certo. Devemos prestar atenção no momento de comer e analisar o motivo de estarmos comendo. Será que é relamente fome? O ato de comer deveria servir com a finalidade de nutrir e manter o nosso organismo funcionando, mas o que vemos hoje é uma distorção desse conceito. Comemos por ansiedade, por raiva, por medo, por tristeza ou até por felicidade. Devemos ter prazer em outros setores da vida, não no ato de comer! Analisar o motivo de não sentirmos prazer e descontar isso na comida é extremamente importante!
Um outro ponto que quero destacar é: Seja responsável por seus atos! Vamos parar de colocar a culpa do nosso fracasso no outro, ou em alguma situação. Nós somos responsáveis pelo que geramos em nossa vida. Cada um com seu crescimento individual e seu ritmo, obviamente, mas sempre nos perguntando: O que EU posso mudar? Como posso me esforçar mais para fazer isso dar certo?
Que tal tentar se conhecer? Analisar as emoções antes de iniciar uma refeição? Tente fazer esse exercício de autoconhecimento! Vamos pensar além das calorias, além da comida, há sempre algo mais a ser trabalhado. Além de um acompanhamento psicológico, uma abordagem nutricional diferente neste sentido é essencial para ajudar os pacientes a terem sucesso a longo prazo, mudando seus comportamentos!
 

Risoto de arroz integral

Risoto de arroz integral

Risoto de arroz integral

Receita para o final de semana!!
Que tal fazer algo gostoso e sem cara de “dieta”?
O risoto de arroz integral é bem fácil de preparar, o acompanhamento foi peixe grelhado e espinafre refogado!

Ingredientes:

2 xícaras de chá de arroz integral
1 cebola pequena picada
4 dentes de alho
1 cenoura ralada
1 tomate maduro picado
1/2 xícara de chá de ervilhas frescas (daquelas congeladas, nada de em enlatados)
Curry e cúrcuma a gosto
Sal marinho integral a gosto

Modo de preparo

Refogue a cebola e o alho com um pouco de azeite de oliva, junte o arroz integral e cubra com água, deixando dois dedos de água acima do arroz. Misture junto metade da cenoura ralada, o tomate, o sal, uma parte da cúrcuma e do curry.
Cozinhe por cerca de 15 minutos.
Ao tirar da pressão, verifique a consistência do arroz e acrescente mais água se necessário. O ideal é que o arroz fique com um pouco de caldo!
Coloque o resto da cenoura, as ervilhas e mais uma pitada de cúrcuma e curry (até ficar com o sabor desejado).
Conheça também a Receita de Farofa Crocante.
 

Agende sua consulta com um Nutricionista

 

    Consulta + Retorno por 550 reais

    Você também ganha um acompanhamento online de 60 dias por WhatsApp, falando diretamente com a Dra Camila e tem a bioimpedancia inclusa na consulta e no retorno!

    Por favor, prove que você é humano selecionando Uma bandeira.

    Bolinho de feijão azuki

    Bolinho de feijão azuki

    Bolinho de feijão azuki

     
    Vai bem como acompanhamento do almoço/jantar ou em algum lanche intermediário!
    O feijão azuki tem uma melhor digestibilidade que os outros feijões, e possui boas quantidades de ferro e zinco! É uma opção de lanche proteico!

    Ingredientes:

    2 xícaras de chá de feijão azuki
    1/2 cebola média picada
    1/2 xícara de chá de farinha de milho
    3 dentes de alho
    1 colher de chá de sal
    1/2 xícara de chá de salsinha e cebolinha picadas

    Modo de preparo:

    Deixe o feijão de molho por 16h no mínimo com água e algumas gotas de limão. Troque essa água pelo menos três vezes.
    Refogue o alho e a cebola com um pouco de azeite de oliva e cozinhe o feijão na panela de pressão com água suficiente para cobri-lo.
    No processador coloque o feijão já cozido, a farinha de milho, o sal e a salsinha e cebolinha. Se quiser pode acrescentar outros temperos naturais também.
    Faça bolinhos com a massa com a ajuda de 2 colheres. Leve ao forno por cerca de 30 minutos, virando na metade do tempo.
    Você também pode congelar os bolinhos de feijão azuki e assar posteriormente!
    Conheça também Receita simples de comida mexicana.
     

    Agende sua consulta com um Nutricionista

     

      Consulta + Retorno por 550 reais

      Você também ganha um acompanhamento online de 60 dias por WhatsApp, falando diretamente com a Dra Camila e tem a bioimpedancia inclusa na consulta e no retorno!

      Por favor, prove que você é humano selecionando Uma casa.


       
       

      Porque dietas da moda não funcionam?

      Há que diga que emagreceu com a dieta dukan, low carb, paleo, dieta da sopa, dieta do shake… Mas a verdade é que ninguém consegue manter uma dieta restritiva e radical por muito tempo, e acaba ganhando peso novamente!
      Não é porque seu colega cortou totalmente carboidratos que você deve fazer o mesmo! De fato muitas pessoas necessitam reduzir o carboidrato da dieta pra emagrecer, enquanto outras não. Até porque em uma dieta com baixo carboidrato, as compensações devem ser adequadas e outros nutrientes balanceados.

      Imagine que você tem uma predisposição para doença renal ou hepática e resolve fazer uma dukan, com alto teor de proteínas, gorduras e industrializados. Você irá aumentar o risco de desenvolver uma doença por sobrecarga desses órgãos, além de entupir o seu organismo de substâncias tóxicas dos alimentos industrializados que são liberados nessa dieta. O mesmo vale pra dietas com shakes, que não são nada naturais, nem balanceados nem nutritivos!

      A dieta adequada é a SUA dieta, aquela feita sob medida pra você, de acordo com seus sintomas e carências nutricionais (investigadas por exames e sinais físicos) e também de acordo com sua rotina, atividade física e seu metabolismo!