Tag estilo de vida saudável

Homus de ervilha

Ingredientes
2 xícaras de chá de grãos de ervilhas
1/2 cebola picada
5 dentes de alho
2 colheres de sopa cheias de tahine
1 limão espremido
cebolinha a gosto
1 colher de chá de sal
2 colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem

Modo de preparo
Deixar a ervilha de molho por no mínimo 12 horas com algumas horas de limão ou vinagre e trocar a água pelo menos 3 vezes.
Refogar o alho e cebola com um pouco de azeite de oliva, colocar as ervilhas, água suficiente para cobrir e levar ao fogo em panela de pressão por cerca de 20-25 minutos.
Retirar da pressão e processar as ervilhas com o resto dos ingredientes.

Como a nutrição pode melhorar nosso humor e bem estar?

Estudos indicam que o neurotransmissor GABA pode melhorar o relaxamento e o sono.
Baixos níveis de GABA ou diminuição da sua função no cérebro é associado a vários distúrbios psiquiátricos e neurológicos, como ansiedade, depressão e insônia. A vitamina B6 é importante para sua ação e alguns fitoterápicos como a L-Teanina, que pode ser manipulada isolada e também é encontrada no chá verde em baixas concentrações e em maior concentração no chá preto.

Outra substância que desempenha papel de neurotransmissor importante é a serotonina.Ela regula o apetite e compulsão alimentar, o bom humor, ansiedade, sono, memória e padrões de comportamento social. Para sua produção, nutrientes como vitaminas complexo B, Vitamina C, Magnésio, Cromo e Ferro são essenciais. Além deles, alguns fitoterápicos e adaptógenos são muito válidos.
Ter no mínimo 7 horas de sono é importantíssimo para manutenção do equilíbrio do organismo, e também para a adequada produção de melatonina, que é produzida através da serotonina. A privação do sono e baixa produção de melatonina podem desregular o ciclo circadiano, aumentar o risco de doença cardiovasculares, aumentar a resistência à insulina, e consequentemente aumentar peso!
Por isso é extremamente importante cuidar da saúde mental, do sono e utilizar estratégias nutricionais para esse controle de neurotransmissores.

Macarrão com molho branco funcional

Molho branco funcional
Nada de creme de leite, leite ou outras porcarias
Esse creme é saudável, proteico e cheio de nutrientes, além de ter isoflavonas –>  ótimo antioxidante, inclusive com ação anti câncer!
E pra acompanhar, um macarrão sem glúten!
Fica ótimo também para fazer camadas com a lasanha de legumes que já postei aqui, para fazer cremes de espinafre ou qualquer receita que utilize molho branco!
Segue a receita:
?200g de tofu
?1/2 xícara de chá de castanhas de caju
?1 colher de sopa de azeite de oliva extra virgem
? 1 colher de sobremesa de manteiga ghee (ou óleo de coco para os veganos)
? sal e pimenta do reino a gosto
? noz moscada a gosto
? 1 limão espremido
?1 dente de alho (sem aquela parte do meio que deixa o sabor forte)
?1/2 cebola média
Deixe as castanhas de molho por 8 horas e despreze a água.
Triture no processador as castanhas e junte o tofu, o alho, azeite, sal e temperos + meia xícara de água filtrada.
Refogue a cebola picada com manteiga ghee (para os veganos –> use óleo de coco).
Depois que estiver bem dourada, junte o creme que foi processado e misture em fogo bem baixo por cerca de 5 minutos. Acrescente o suco do limão e mexa com o fogo desligado.
Sirva em seguida!

Dieta sem glúten é dieta da moda?

Tenho visto muitas pessoas com esse questionamento, inclusive profissionais da saúde!
Existem sim indicações para a retirada do glúten da dieta além de casos celíacos. São indivíduos que possuem uma hipersensibilidade, que não é comprovada em exames, mas pode ser observada se o nutricionista fizer uma boa avaliação clínica e investigar os sintomas. Existem muitos estudos sobre os efeitos negativos do glúten e como cada organismo responde de uma forma. A orientação de retirada dessa proteína da dieta quando orientada por um nutricionista, não causa prejuízo nenhum!! Seria até muito melhor do ponto de vista nutricional, fazer um rodízio de alimentos para evitar hipersensibilidades e variar os nutrientes. E alguns alimentos substitutos da farinha de trigo são infinitamente mais nutritivos do que o esta farinha refinada, como a quinoa, o amaranto, a biomassa, farinha de banana verde, etc. É importante saber que hipersensibilidades são individuais e podem ser causadas por outras proteínas ou outros nutrientes. Alimentos como soja, leite, oleaginosas,frutas cítricas, também tem um elevado potencial alergênico, e isso deve ser investigado pelo seu nutricionista. Sintomas como gases, inchaço, distensão abdominal, dermatites, doenças auto-imunes, disbiose, doenças intestinais, doenças neurológicas, entre outras são sintomas relacionados à alergias e inflamações, fiquem atentos!!

MANTEIGA X MARGARINA: Qual é melhor?

Muita gente ainda tem dúvidas na hora de escolher e a maioria escolhe a margarina, pela ideia de que ela é mais saudável.
O fato é que a margarina é feita a partir de um óleo vegetal ( refinado, que foi obtido através de um processo QUÍMICO) que passa por um processo para se tornar uma pasta, e é adicionada de outros ingredientes ruins ( o rótulo da margarina é o primeiro na foto).
Já a manteiga ( rótulo de baixo) contém apenas creme de leite e corante natural , nada de aditivos químicos, mínimo processamento.
Agora eu pergunto, a margarina é realmente boa? Com certeza NÃO!
NÃO acreditem na história de que ela é boa para o coração, isso é puro marketing! Não tem como um produto desse ser bom!
A manteiga deve ser consumida em pequenas quantidades também, mas ganha disparada da margarina na questão nutricional.
A manteiga GHEE ( manteiga clarificada) ainda é melhor, pois não contém lactose nem caseína, além de apresentar propriedades boas e funcionais! As quantidades de consumo são individuas e dependem do objetivo da dieta!

Gastrite e refluxo

Diariamente atendo pessoas com problemas gastrointestinais, como gastrite, refluxo, azia, sensação de estômago cheio, má digestão, intestino preso, excesso de gases, etc.
A maioria já toma medicamentos como omeprazol e antiácidos, e alguns fazem uso desses remédios há anos.
Acontece que quando utilizamos um medicamento que inibe a produção de ácido pelo estômago, acabamos prejudicando a digestão. O ácido é essencial para digestão de proteínas, e estas quando mal digeridas, podem influenciar negativamente no funcionamento do intestino.
O resultado é uma sequência de fatos negativos: dor de estômago medicação alívio da dor má digestão mau funcionamento intestinal disbiose diminuição da absorção de nutrientes baixa imunidade cansaço e sonolência.. E por ai vai!
O uso de tais medicações deve ser pontual, respeitando a prescrição médica, e sempre acompanhado de uma reeducação alimentar! De nada adianta tomar o remédio e não investigar a causa dos sintomas. Com um plano alimentar livre de alimentos inflamatórios, cafeína, frituras, gorduras e industrializados, a tendência é diminuir a necessidade do medicamento, até se livrar dele.
Na nutrição funcional investigamos possíveis intolerâncias e sensibilidades que estão diretamente ligadas com a inflamação e os problemas no trato digestivo!

Nutrição funcional e candidíase

A candidíase é uma infecção da mucosa, causada por fungos do gênero candida, que estão presentes naturalmente no trato gastrointestinal mas podem se tornar patogênicos (ruins) em algumas condições.
Vários fatores podem causar este aumento, dentre eles, a disbiose! Já falei dela por aqui, é quando há um desequilíbrio entre as bactérias “boas” e “ruins” do nosso intestino, e quando isso ocorre, a candida pode aumentar seu crescimento e levar à infecção.
Fatores como baixa imunidade, má alimentação, estresse e uso de drogas também contribuem.
Além disso, o excesso de carboidratos simples e refinados pode promover crescimento do fungo!
É comum em minha prática clínica ver quadros de candidíase associada à infecção urinária e diarréia ou outros desequilíbrios intestinais.
A abordagem da nutrição funcional tem apresentado sucesso e melhora na maioria das situações!
Para o tratamento é necessário uma dieta individualizada e balanceada, rica em nutrientes e com probióticos específicos! A retirada de alimentos alergênicos também é benéfica, e alguns alimentos específicos estão relacionados com a melhora do quadro, dentre eles: alho, orégano, óleo de melaleuca e echinacea! As doses são sempre individua

Contar calorias emagrece?

Quem aqui ainda se preocupa em ler a quantidade de calorias dos rótulos de alimentos?
E se eu disser que isso não é importante para perder peso com QUALIDADE?
Acontece que nosso organismo não entende “calorias”, ele não faz um cálculo matemático na hora da digestão, levando em conta quanto tem de calorias no alimento digerido. Quando ingerimos um alimento, ele é “quebrado” em moléculas menores. Nessa hora o organismo divide esse alimento em proteínas, carboidratos, vitaminas, minerais, gorduras… E cada um deles é absorvido e utilizado pelo nosso organismo de uma forma. Logo, o corpo entende NUTRIENTES e não CALORIAS. Um plano alimentar saudável leva em conta a quantidade e qualidade de NUTRIENTES, e deve se sempre individualizado.
Alimentos com mesma quantidade de calorias, podem ter quantidades diferentes de nutrientes, então nunca escolha um alimento pelas calorias, e sim pelos seus ingredientes!

Receita de Tortinhas funcionais de chocolate com morango

Tortinhas funcionais de chocolate com morango

Para a base da tortinha:
6 colheres de sopa de farinha de arroz integral
4 colheres de sopa de amaranto em flocos
4 colheres de chá de melado de cana
4 colheres de sopa de aveia
1 colher de sobremesa de óleo de coco
6 colheres de sopa de água
1 colher de sopa de coco fresco ralado.
Misture bem esses ingredientes e coloque em forminhas. Leve ao forno até que fiquem crocantes.
Para o recheio derreti o chocolate only 4 ( é funcional, sem açúcar comum, sem leite e com cramberry), misturei uma colher de sopa de biomassa de banana verde e 3 colheres de sopa de leite de coco fresco. Quem não tiver esses ingredientes pode usar só o chocolate mesmo!
Depois coloquei morango picado pecado e pronto!

Programação metabólica na gestação

Programação metabólica na gestação

Programação metabólica na gestação

Já está provado que mães com hábitos saudáveis tem uma gestação saudável, com menos complicações e passam genes saudáveis para seus filhos!
Muitas mães pensam que podem comer o que quiserem e ainda “comer por dois”, o que está completamente errado.
Sabemos que uma alimentação correta e nutritiva pode modular os nossos genes, e assim durante a gestação poderemos programar nosso metabolismo e nossos genes, que farão parte do organismo dos nossos filhos. O mesmo vale para o homem, que também passa sua carga genética para o feto! Assim ambos tem que participar dessa programação.
Fazer dietas restritivas durante a gestação também não é interessante, pois pode faltar nutrientes para o bebê e o emagrecimento da gestante libera toxinas que podem prejudicar a gestação. O ideal é se programar, adotar hábitos saudáveis antes de engravidar, perder peso e ai sim pensar em ter filhos!
 

Agende sua consulta com um Nutricionista

 

    Consulta + Retorno por 550 reais

    Você também ganha um acompanhamento online de 60 dias por WhatsApp, falando diretamente com a Dra Camila e tem a bioimpedancia inclusa na consulta e no retorno!