Problemas intestinais: Causas, sintomas e tratamento

Tratamento de problemas intestinais.is

Você sabia que o funcionamento do intestino impacta diretamente na qualidade de vida? Às vezes não percebemos como o funcionamento do nosso corpo afeta nosso humor e consequentemente, nossa qualidade de vida. O mau funcionamento do intestino vai desde constipação (intestino preso) à diarreia, que causam não só desconforto, como barriga estufada e gases, mas também atrapalham a rotina do dia a dia.
 
O correto é que nosso intestino funcione todos os dias e que as fezes devem ter uma  consistência adequada, assim controlamos o funcionamento do nosso organismo. O desequilíbrio das bactérias boas e ruins do intestino é chamado de disbióse e  tem a ver diretamente com a nossa alimentação. O que ingerimos e o que deveríamos ingerir. O intestino é importante para melhorar a absorção de nutrientes e impedir a absorção de toxinas, pois ajuda na imunidade e também na produção de serotonina e outros neurotransmissores.
Por isso a importância de manter o corpo equilibrado, evitando alimentos que causam problemas intestinais, como industrializados, aditivos químicos, alimentos inflamatórios e alergênicos que lesam o intestino e o estômago. Além disso, evitar o excesso de açúcar pode ajudar a nutrir fungos que são ruins.    
 

Para fazer a recuperação intestinal seguimos 4 passos:

 

  1. Remover as bactérias patogênicas (bactérias ruins, que prejudicam a função intestinal);
  2. Recolocar o ácido clorídrico que estiver em falta no nosso estômago;
  3. Inocular bactérias boas que deveriam estar no intestino;
  4. Reparar a mucosa (célula) intestinal.

 
Ervas e suplementos ricos em zinco, vitamina A e Z, podem ser usados para atuar nesse processo de recuperação. Também a prática de exercício físico e o aumento da ingestão de água, são importantes para manter uma flora intestinal saudável. 

Como cuidar da alimentação no fim do ano

Se alimentar corretamente e com saúde nessas festas também é possível.

Fugir da dieta na confraternização da empresa, encontro com os amigos e a reunião em família pode ser natural com a chegada do Natal e do Réveillon. O mês de dezembro chega com uma oferta de alimentos diferentes mas se alimentar corretamente e com saúde nessas festas também é possível.
 
Assim como nos demais dias, evite os enlatados, carnes gordurosas e se beber bebidas alcoólicas, tome água no intervalo entre um gole e outro do seu drink. Aproveite as frutas e saladas, que também estão sempre presentes nas confraternização de fim de ano, Se for para algum barzinho coma antes algo saudável. Essa estratégia faz com que você pense melhor na hora de escolher o que comer fora de casa.
 
Não abuse nas quantidades. Nem dos salgados e nem dos doces. Muitas pessoas dizem que “é só um dia no ano”, mas grande parte dos alimentos preparados na ceia nós também temos disponível durante o ano inteiro. O segredo nas ceias de Natal e Réveillon não é deixar de comer, mas fazer escolhas corretas, para não ter grande oferta de calorias extras.

Como a nutrição pode influenciar e ajudar na síndrome do ovário policístico

Influencia da alimentação na síndrome do ovário policístico.

Quando falamos em síndrome do ovários policístico, pensamos em resistência a insulina e desequilíbrio hormonal. A alimentação pode ajudar ou piorar os sintomas. Por isso nós devemos ficar atentos para o consumo de carboidratos refinados, açucares e carboidratos de alto índice glicêmicos. 
 
Essa síndrome se caracteriza pela ausência de menstruação, crescimento excessivo de pelos, acne e resistência a insulina. Uma boa alimentação, junto com medicamentos, se for recomendado, pode fazer a diferença inclusive no equilíbrio hormonal do corpo das mulheres que têm ovários policísticos. O primeiro passo é fazer um exame de sangue, para saber quais nutrientes, vitaminas e minerais precisam ser suplementados.

Os mais importantes para esse controle são:

 

  • Inositol
  • Zinco
  • Magnésio
  • Cromo

 
A nutrição funcional pode fazer toda a diferença se for feita da forma correta. Para isso é preciso ter disposição para mudar e entender tudo que o organismo precisa para funcionar melhor, e para aliviar síndromes como a de ovários policístico, deve ser recomendado por algum especialista que vai analisar seu caso e investir no melhor para sua saúde.

Torta funcional de palmito com ervilhas

Torta funcional de palmito com ervilhas
Ingredientes:
✔ 1 xícara de chá de farinha de grão de bico
✔ 2 xícaras de chá de farinha de amêndoas
✔ 2 colheres de sopa de chia
✔ 4 colheres de sopa de azeite
✔ Sal e pimenta do reino a gosto
Misturar todos os ingredientes e logo após acrescente a água aos poucos até dar consistência de massa podre.
Para o recheio
✔1 pote de palmito
✔1 dente de alho
✔1 colher de sopa de azeite
✔Sal e pimenta do reino a gosto
✔ 1/2 cebola picada
✔ 1/2 xícara de ervilhas frescas
Primeiramente, pique os palmitos e refogue com as ervilhas, azeite, sal, cebola e por último alho.
Em seguida, modele a massa em uma forma de silicone e asse em forno médio, pré aquecido, por 20-30 minutos.
Por fim, coloque uma camada do recheio e asse por mais 20 minutos.

Psoríase e Nutrição Funcional

Certamente as mudanças alimentares são benéficas para todas as doenças autoimunes. Hoje vou falar um pouco sobre a alimentação e a PSORÍASE.
Já está claro a relação entre microbiota saudável e prevenção ou tratamento de diversas doenças. Pois ter um equilíbrio nas bactérias da flora intestinal é essencial nas doenças inflamatórias, sendo importante o uso de probióticos e fibras prebióticas nesse caso.
Consumir alimentos de baixo índice glicêmico também é importante. Da mesma forma que fazer escolhas saudáveis em geral, evitar alimentos industrializados e consumir alimentos naturais.
Reduzir laticínios e glúten e outros alimentos inflamatórios(que variam de pessoa pra pessoa) também pode ser interessante em doenças autoimunes.
– Evitar a exposição à xenobioticos ( metais pesados, bisfenol, agrotóxicos, etc).
– Aumentar a ingestão de vitaminas antioxidantes e flavonóides.
– Fazer exames laboratoriais para dosar a vitamina D ( muito importante nesse quadro) e outros nutrientes também.
– Reduzir o consumo de ômega-6 ( óleos vegetais refinados de milho, soja, canola..margarina, etc) e aumentar o costumo de ômega-3 ( presente em alguns peixes, azeite de oliva extra virgem e linhaça) ou até mesmo suplementar o ômega – 3 caso não consiga uma boa dose na alimentação.

Tortinhas funcionais de chocolate com morango

Tortinhas funcionais de chocolate com morango
Para a base da tortinha:

  • 6 colheres de sopa de farinha de arroz integral
  • 4 colheres de sopa de amaranto em flocos,
  • 4 colheres de chá de melado de cana
  • 4 colheres de sopa de aveia
  • 1 colher de sobremesa de óleo de coco
  • 6 colheres de sopa de água
  • 1 colher de sopa de coco fresco ralado.

Misture bem esses ingredientes e coloque em forminhas. Leve ao forno até que fiquem crocantes.
Para o recheio derreti o chocolate only 4 que já postei aqui ( é funcional, sem açúcar comum, sem leite e com cramberry), misturei uma colher de sopa de biomassa de banana verde e 3 colheres de sopa de leite de coco fresco. Quem não tiver esses ingredientes pode usar só o chocolate mesmo!
Depois coloquei morango picado pecado e pronto!

Brigadeiro funcional

Brigadeiro funcional

Brigadeiro funcional

Receita super nutritiva, cheia de antioxidantes, vitaminas e fibras prebioticas! E o melhor de tudo: SAUDÁVEL!

Ingredientes:

  • Meia barra de chocolate 70% cacau sem leite
  • 2 castanhas do pará picadas
  • 1 colher de sopa bem cheia de biomassa de banana verde
  • 1 colher de sopa de mel
  • 1 colher de sopa de óleo de coco extra virgem
  • 1 colher de sopa de chia
  • 1 colher de chá de alfarroba em pó (opcional)

Modo de Preparo:

Derreta o chocolate em banho Maria e acrescente todos os outros ingredientes menos a chia. Misture bem e faça bolinhas. Passe as bolinhas na chia ou no cacau em pó e sirva!
Conheça também a Receita de Tortinha de Limão Funcional.
 

Agende sua consulta com um Nutricionista

 

    Consulta + Retorno por 550 reais

    Você também ganha um acompanhamento online de 60 dias por WhatsApp, falando diretamente com a Dra Camila e tem a bioimpedancia inclusa na consulta e no retorno!

    Por favor, prove que você é humano selecionando Um avião.

    Receita Bolo de natal funcional

    Bolo de natal funcional
    Sem açúcar, sem glúten e sem derivados do leite. Fica delicioso! Todos aprovam!
    Ingredientes
    – 1/2 xícara de chá de nozes picadas
    – 1/2 xícara de chá de castanhas do pará picadas
    – 1/2 xícara de chá de damascos ou tâmaras
    – 1/2 xícara de chá de uvas passas
    – 1/2 xícara de chá de coco ralado
    – 1/2 xícara de chá de leite de coco
    – 2 colheres de sopa de óleo de coco extra virgem
    – 2 xícaras de chá de quinoa em flocos
    – 4 ovos
    – 4 bananas maduras
    – 1 colher de sopa de fermento químico
    Modo de preparo
    Bata no liquidificador os ovos, as bananas e o leite de coco. Depois despeje a mistura em um recipiente e acrescente os outros ingredientes. Misture tudo e asse por cerca de 40 minutos em forno pré aquecido.

    Por que é “difícil” perder gordura corporal?

    Por que é “difícil” perder gordura corporal?

    Pra começar, vamos desmistificar essa ideia de que perder peso é difícil! O sucesso da dieta depende do quanto o paciente está focado e de uma orientação adequada, individualizada!

    Dentre os fatores que definem facilidade ou dificuldade em perder peso, podemos pensar em genética, composição corporal e estado atual do organismo.

    Em relação a composição corporal, é comum vermos pessoas com massa muscular desenvolvida e metabolismo mais acelerado. Isso porque o músculo é um tecido ativo que tem uma demanda aumentada de energia. É como se a pessoa que sempre se exercitou e fez atividades (principalmente atividades que trabalham músculos) gastasse mais energia do que aquela pessoa que não tem músculos desenvolvidos e está sem se exercitar há anos.
    Em relação a parte genética é possível que ela seja desfavorável para perda de peso. Mas isso significa que eu não vou conseguir emagrecer por causa da minha genética? NÃO!!!
    Hoje em dia já sabemos que o estilo de vida e alimentação podem alterar a EXPRESSÃO dos genes, o que não deixa ninguém mais condenado à sua genética. O que acontece é que a pessoa que não tem uma genética favorável vai ter que ser mais disciplinada provavelmente.
    Já em relação ao estado atual do organismo, uma pessoa que está com hormônios alterados, carência de vitaminas e minerais, disbiose (alteração intestinal) e etc, com certeza tem desequilíbrios que devem ser corrigidos para estimular a perda de peso. No nosso corpo, tudo tem que estar sincronizado.
    O organismo precisa estar totalmente equilibrado para funcionar corretamente e agir a seu favor!
    Veja também sobre os Alimentos Industrializados!
     

    Agende sua consulta com um Nutricionista

     

      Consulta + Retorno por 550 reais

      Você também ganha um acompanhamento online de 60 dias por WhatsApp, falando diretamente com a Dra Camila e tem a bioimpedancia inclusa na consulta e no retorno!

      Por favor, prove que você é humano selecionando Um avião.

      Arroz de couve flor

      Arroz de couve flor
      Essa é uma boa troca para reduzir o índice glicêmico da refeição, aumentar a destoxificação e potencializar a perda de peso!
      Fiz a couve flor no vapor, sem deixar ficar muito cozida e depois piquei e refoguei com bastante alho e cebola. Fácil não?