Tag nutrição infantil

Café da tarde pode?

Sempre ouço na consulta: Mas Dra, eu amo aquele cafezinho da tarde, pãozinho com manteiga, café com leite!
O tradicional café da tarde, lotado de farinha de trigo, bolos com açúcar, sucos industrializados, leite de vaca e etc não é nada saudável. Mesmo se for com “pão integral” que de integral geralmente não tem nada e ainda tem glúten adicionado além do natural do trigo.
Na foto, meu cafezinho da tarde, com pãozinho de batata doce e aveia, patê de tofu com azeitonas e ervas, manteiga (nada de margarina ????), mamão, chá gelado de abacaxi e café com leite de coco! Cheio de componentes saudáveis, bem diferente do tradicional café da tarde, super inflamatório!
Dá sim pra fazer um lanche que tem a cara da casa da vó, que traz aquelas memórias de café da tarde com a mãe que todo mundo gosta, e ainda assim dar nutrientes importantes para o seu organismo! Mas nada de substituir refeições por café da tarde ok? Jantar comida é sempre a melhor opção!

Pãozinho de batata doce recheado de queijo meia cura

Ingredientes
3 colheres de sopa de batata doce cozida e bem amassada
3 colheres de sopa de aveia
3 colheres de sopa de goma de tapioca
1 ovo caipira
Orégano a gosto 
Sal marinho a gosto
1 colher de sopa de azeite extra virgem
1 colher de chá de fermento químico em pó
Queijo meia cura a gosto picado

Misture todos os ingredientes e asse por cerca de 40 minutos.

Como ter sucesso em uma dieta pensando além da comida?

Esse texto é pra todos aqueles que já fracassaram alguma vez ao tentar iniciar uma dieta.
Ter sucesso em um tratamento nutricional não depende só de deixar de comer isso, ou passar a comer aquilo. O processo vai muito além disso.
Quantas vezes você iniciou uma dieta e colocou tudo a perder quando começou a pensar: “ ah, mas eu trabalhei tanto hoje, eu mereço comer um docinho, mereço tomar aquela cervejinha”. Ou até: ah, já saí da dieta mesmo, vou comer tudo que posso hoje e amanhã eu recomeço”. O problema desses pensamentos é que você sempre vai ter uma desculpa para merecer sair da dieta e você sempre vai pensar em recomeçar amanhã.
Sem contar as nossas emoções, que facilmente sabotam a dieta e o nosso comprometimento em fazer aquilo dar certo. Devemos prestar atenção no momento de comer e analisar o motivo de estarmos comendo. Será que é relamente fome? O ato de comer deveria servir com a finalidade de nutrir e manter o nosso organismo funcionando, mas o que vemos hoje é uma distorção desse conceito. Comemos por ansiedade, por raiva, por medo, por tristeza ou até por felicidade. Devemos ter prazer em outros setores da vida, não no ato de comer! Analisar o motivo de não sentirmos prazer e descontar isso na comida é extremamente importante!
Um outro ponto que quero destacar é: Seja responsável por seus atos! Vamos parar de colocar a culpa do nosso fracasso no outro, ou em alguma situação. Nós somos responsáveis pelo que geramos em nossa vida. Cada um com seu crescimento individual e seu ritmo, obviamente, mas sempre nos perguntando: O que EU posso mudar? Como posso me esforçar mais para fazer isso dar certo?
Que tal tentar se conhecer? Analisar as emoções antes de iniciar uma refeição? Tente fazer esse exercício de autoconhecimento! Vamos pensar além das calorias, além da comida, há sempre algo mais a ser trabalhado. Além de um acompanhamento psicológico, uma abordagem nutricional diferente neste sentido é essencial para ajudar os pacientes a terem sucesso a longo prazo, mudando seus comportamentos!
 

Muffin de maçã com canela

Ingredientes:

  • 1 maçã pequena ralada
  •  1 xícara de chá de batata doce cozida sem casca
  • 4 colheres de sopa de Xylitol (adoçante natural -> Ideal para diabéticos) OU Açúcar de coco (tem índice glicêmico mais baixo que açúcares comuns)
  •  2 colheres de sopa de óleo de coco extra virgem
  •  2 ovos caipiras
  • 1/2 xícara de chá de farinha de coco
  •  1/2 xícara de chá de aveia em flocos finos
  • 2 colheres de sopa de canela em pó
  • 1 pitada de sal
  • 1/2 xícara de chá de água OU leite vegetal de sua preferência
  • 1 colher de sopa de fermento químico em pó
  • 1/2 xícara de chá de amêndoas picadas
  • 4 damascos secos picados

Modo de preparo:
Bata no processador os ovos, a batata doce, o xylitol e o óleo de coco. Em seguida, bata a farinha de coco e misture a canela, a maçã ralada, o sal e a água (ou leite vegetal). Por último acrescente o fermento, as amêndoas picadas e os damascos. Asse por cerca de 30 minutos em forno médio pré aquecido.

Risoto de arroz integral

Risoto de arroz integral

Risoto de arroz integral

Receita para o final de semana!!
Que tal fazer algo gostoso e sem cara de “dieta”?
O risoto de arroz integral é bem fácil de preparar, o acompanhamento foi peixe grelhado e espinafre refogado!

Ingredientes:

2 xícaras de chá de arroz integral
1 cebola pequena picada
4 dentes de alho
1 cenoura ralada
1 tomate maduro picado
1/2 xícara de chá de ervilhas frescas (daquelas congeladas, nada de em enlatados)
Curry e cúrcuma a gosto
Sal marinho integral a gosto

Modo de preparo

Refogue a cebola e o alho com um pouco de azeite de oliva, junte o arroz integral e cubra com água, deixando dois dedos de água acima do arroz. Misture junto metade da cenoura ralada, o tomate, o sal, uma parte da cúrcuma e do curry.
Cozinhe por cerca de 15 minutos.
Ao tirar da pressão, verifique a consistência do arroz e acrescente mais água se necessário. O ideal é que o arroz fique com um pouco de caldo!
Coloque o resto da cenoura, as ervilhas e mais uma pitada de cúrcuma e curry (até ficar com o sabor desejado).
Conheça também a Receita de Farofa Crocante.
 

Agende sua consulta com um Nutricionista

 

    Consulta + Retorno por 550 reais

    Você também ganha um acompanhamento online de 60 dias por WhatsApp, falando diretamente com a Dra Camila e tem a bioimpedancia inclusa na consulta e no retorno!

    Por favor, prove que você é humano selecionando Uma estrela.

    Introdução da alimentação complementar

    Ao iniciar a alimentação complementar devemos nos atentar a fatores importantes:

    • Os hábitos alimentares da família influenciam diretamente nos hábitos da criança. É essencial que os pais, avós e familiares deem o exemplo e se alimentem de forma saudável sempre.

     

    • Os sabores vivenciados pela criança da fase de introdução alimentar até os 3 anos de idade mais ou menos, podem influenciar as preferências alimentares subsequentes.

     

    • Ao oferecer alimentos muito doces e muito condimentados as crianças tendem a diminuir o interesse por frutas, verduras e legumes em sua forma natural.

     

    • As crianças desenvolvem um autocontrole no seu consumo energético, por isso os horários de alimentação não devem ser muito rígidos e devem respeitar a vontade da criança.

     

    • A variedade dos alimentos é muito importante, pois cada um fornece um tipo de nutriente que terá um papel específico no desenvolvimento do bebê. É comum os pais desistirem de variar alimentos quando nos primeiros contatos o bebê demonstra certa aversão, porém são necessárias de 8 à 10 exposições para que um novo alimento seja aceito pela criança.

     

    • Os alimentos complementares devem ser oferecidos utilizando-se colher e copo. As mamadeiras devem ser evitadas, pois além de apresentarem alto risco de contaminação elas prejudicam a dinâmica oral da criança. O desmame precoce também pode ocorrer com a introdução de mamadeiras, havendo uma “confusão de bicos” gerada por uma diferença marcante entre sugar nas mamas e no bico da mamadeira.