Tag reeducação alimentar

Atenção com as granolas!

É comum ver as pessoas associarem granola à alimento saudável ou à dieta.
A verdade é que até existem granolas realmente naturais e saudáveis, com grãos de alto valor nutritivo e de qualidade. Mas a maioria NÃO é assim!
Ler a lista de ingredientes nos rótulos é muito importante. Muitas tem uma mistura grande de açúcar com outros ingredientes baratos e sem qualidade nutricional, sem contar a adição de conservantes artificiais e gorduras ruins.

Qual a diferença entre os produtos brasileiros e os de fora em relação aos corantes naturais?

O que dificulta encontrar o produto ideal para você? Falta de clareza e informação no rótulo? Hoje em dia sabemos que a preferência por produtos saudáveis e com rótulos mais transparentes é uma tendência. As indústrias de alimentos estão sempre atentas para poder atender as necessidades dos consumidores. Em diversos países, a indústria já se posiciona com o objetivo de reduzir corantes artificias para oferecer produtos mais seguros e saudáveis.
E qual a diferença entre os produtos do mercado brasileiro e do mercado internacional? Lá fora, é permitido comunicar na embalagem a ausência de corantes artificiais assim como a presença de corantes naturais. Aqui no Brasil, a legislação obriga que os rótulos de alimentos com corantes artificiais devem conter a declaração de “colorido artificialmente”, mas não permite que haja destaque para o “contém corantes naturais”.

Leite de Castanha do Pará

Para fazer o leite de Castanhas do Pará deixei 1 xícara de castanhas de molho em água filtrada por 6 horas. Depois descartei essa água e bati no liquidificador com 1 xícara de água nova.
Observação: Use as castanhas cruas e sem sal 😉
Depois coei com um paninho e pronto. É bem melhor o pano do que uma peneira, mas se não tiver pode usar uma peneira bem fina.

Eu fiz com pouca água porque queria ele bem concentrado, mas você pode testar e fazer do jeito que preferir.
O que sobra (aquele potinho ao lado) eu vou fazer um queijo de castanhas e mostrar aqui pra vocês depois. Você pode usar essa sobra pra fazer um patê, um bolo, dá pra aproveitar de diversas maneiras.


Recomendo a quem nunca provou leite vegetal, fazer primeiro com uma castanha mais neutra como a de caju (o sabor é mais suave).


O de Castanha do Pará fica um pouco mais forte, mas como era a única que eu tinha aqui, fiz com ela e deu super certo.

Cookie de chocolate (receita nova)

Ingredientes:
– 1 colher de sopa de manteiga ghee ou óleo de coco;
– 3 colheres de sopa de pasta de amendoim (sem açúcar) ou pasta de alguma Castanha;
– 1 banana madura bem amassada ( pode trocar por uma colher de sopa de xylitol);
– 1/2 barra (40g) de chocolate 70% cacau (eu usei um @ammachocolate adoçado com açúcar de coco) + uns pedacinhos desse chocolate picado para finalizar.

Para o preparo, misture todos os ingredientes menos o chocolate.
Depois disso, acrescente o chocolate já derretido e misture mais.
Em seguida, coloque em uma forma untada ou com papel manteiga e faça o formato que desejar.
Por último, quebre uns pedaços do chocolate e coloque por cima.
Logo depois, leve ao forno pré aquecido, médio por 9-12 min. Cuidado pra não queimar, o cookie fica pronto logo.
Eu usei só banana pra adoçar pois para o meu paladar já fica super doce.
Mas quem quiser trocar a banana por xylitol, também é uma forma de adoçar (e vai ficar mais doce com certeza).

Receita de jantar Low Carb

Jantar Low Carb

Jantar Low Carb

Jantar super rápido de preparar #lowcarb

Receita de jantar low carb

Ovos com guacamole e salada com molho de gengibre + limão + azeite + missô ????
Para o ovo, fiz uma cama de brócolis ( já refogado ) na frigideira, quebrei os ovos caipiras, temperei com sal, bastante cebolinha, orégano fresco, tomate cereja e pimenta biquinho (todos da minha horta) e tampei, deixando cozinhar em fogo bem baixo até ficar no ponto!
Conheça também café da manhã low carb.
 

Agende sua consulta com um Nutricionista

 

    Consulta + Retorno por 550 reais

    Você também ganha um acompanhamento online de 60 dias por WhatsApp, falando diretamente com a Dra Camila e tem a bioimpedancia inclusa na consulta e no retorno!

    Por favor, prove que você é humano selecionando Uma chave.

    Por que é “difícil” perder gordura corporal?

    Por que é “difícil” perder gordura corporal?

    Pra começar, vamos desmistificar essa ideia de que perder peso é difícil! O sucesso da dieta depende do quanto o paciente está focado e de uma orientação adequada, individualizada!

    Dentre os fatores que definem facilidade ou dificuldade em perder peso, podemos pensar em genética, composição corporal e estado atual do organismo.

    Em relação a composição corporal, é comum vermos pessoas com massa muscular desenvolvida e metabolismo mais acelerado. Isso porque o músculo é um tecido ativo que tem uma demanda aumentada de energia. É como se a pessoa que sempre se exercitou e fez atividades (principalmente atividades que trabalham músculos) gastasse mais energia do que aquela pessoa que não tem músculos desenvolvidos e está sem se exercitar há anos.
    Em relação a parte genética é possível que ela seja desfavorável para perda de peso. Mas isso significa que eu não vou conseguir emagrecer por causa da minha genética? NÃO!!!
    Hoje em dia já sabemos que o estilo de vida e alimentação podem alterar a EXPRESSÃO dos genes, o que não deixa ninguém mais condenado à sua genética. O que acontece é que a pessoa que não tem uma genética favorável vai ter que ser mais disciplinada provavelmente.
    Já em relação ao estado atual do organismo, uma pessoa que está com hormônios alterados, carência de vitaminas e minerais, disbiose (alteração intestinal) e etc, com certeza tem desequilíbrios que devem ser corrigidos para estimular a perda de peso. No nosso corpo, tudo tem que estar sincronizado.
    O organismo precisa estar totalmente equilibrado para funcionar corretamente e agir a seu favor!
    Veja também sobre os Alimentos Industrializados!
     

    Agende sua consulta com um Nutricionista

     

      Consulta + Retorno por 550 reais

      Você também ganha um acompanhamento online de 60 dias por WhatsApp, falando diretamente com a Dra Camila e tem a bioimpedancia inclusa na consulta e no retorno!

      Por favor, prove que você é humano selecionando Um caminhão.

      Alimentos industrializados

      Alimentos industrializados

      Alimentos industrializados

      Sempre ouço no meu consultório essa frase: “já estou fazendo dieta, consumindo alimentos integrais, lights, diets, zero e NÃO ESTOU EMAGRECENDO“.

      Essas pessoas já passaram por tantas orientações, que acabam até achando que tem algum problema mais grave em seu organismo, por não conseguirem perder peso.
      Isso acontece pois de nada adianta trocar um alimento industrializado por outro. A maioria desses alimentos ditos de “dieta” são ricos em coisas químicas e inflamatórias e na minha opinião, nem deveriam ser chamados de alimentos.
      A foto acima é de um iogurte que aparentemente é saudável. Tem laranja e mel, deve fazer bem pra saúde, certo? Olhem os ingredientes:
      LEITE RECONSTITUÍDO INTEGRAL, XAROPE DE AÇÚCAR, PREPARADO DE CENOURA, LARANJA E MEL (XAROPE DE AÇÚCAR, ÁGUA, CENOURA, SUCO DE LARANJA, MEL, AMIDO MODIFICADO, AÇÚCAR, CORANTE NATURAL URUCUM, CONSERVADOR SORBATO DE POTÁSSIO, AROMATIZANTES E ESPESSANTE GOMA XANTANA), PROTEÍNA CONCENTRADA DE LEITE, SORO DE LEITE EM PÓ E FERMENTO LÁCTEO.
      Pra quem ainda olha a tabela nutricional do alimento, comece a ver os INGREDIENTES. Vejam quanto açúcar tem nesse produto. Os primeiros ingredientes são os que estão em maior quantidade!
      Com certeza existem também alimentos industrializados mais saudáveis, sem aditivos ruins. Temos que ter atenção ao escolher os alimentos!
      Meu objetivo em consulta é mostrar aos meus pacientes quais são os alimentos verdadeiramente saudáveis, e que comer de forma saudável é sim prazeroso! Sempre ouço ao final do tratamento: foi muito mais fácil do que eu imaginava! E essa é a meta, fazer a dieta ser algo fácil e acessível para todos!
       

      Agende sua consulta com um Nutricionista

       

        Consulta + Retorno por 550 reais

        Você também ganha um acompanhamento online de 60 dias por WhatsApp, falando diretamente com a Dra Camila e tem a bioimpedancia inclusa na consulta e no retorno!

        Por favor, prove que você é humano selecionando Um carro.


         

        Compulsão por doces

        A compulsão por doces e carboidratos é muito comum. Vou explicar um pouco dos motivos e as estratégias para ajudar nesses casos.
        Açúcar e carboidratos (principalmente os refinados e de alto índice glicêmico) aumentam nossa insulina e glicemia. Frequentemente as pessoas exageram no consumo desses alimentos e isso causa picos glicêmicos e de insulina. Após esse pico, temos uma queda (hipoglicemia) e nessa hora, temos vontade de comer doces e carboidratos novamente. Esse também é um dos motivos que levam as pessoas pensarem que tem hipoglicemia por falta de açúcar, quando na verdade elas tem uma hipoglicemia por excesso de carboidratos refinados e açúcar!
        O ideal nesses casos, é fazer um planejamento alimentar com menos carboidratos, isento de açúcar e com boas quantidades de proteínas e gorduras boas. Essas quantidades são sempre individuais, cada um tem uma necessidade.

        Feito isso, fica claro que essa compulsão aumenta cada vez que consumimos alimentos ricos em carboidratos e açúcares, logo somente a atitude de reduzir o consumo já ajuda a controlar a compulsão. Além disso utilizar alimentos ricos em gorduras boas e que ajudam a dar saciedade, pode ser uma estratégia. Fitoterápicos específicos podem ser interessantes nesses casos também e a suplementação de nutrientes deficientes (individuais para cada organismo) pode ajudar a equilibrar a produção de neurotransmissores como a serotonina, que também atua reduzindo essa vontade excessiva por doces.
        Uma dica é começar tirando açúcares, farinhas e alimentos industrializados (a maioria deles contém açúcar “escondido”). Ninguém precisa de AÇÚCAR para viver, ele não é um nutriente essencial e não tem serventia nenhuma no organismo. Comece a se acostumar com o sabor natural dos alimentos. Incluir novos hábitos é um desafio, mas é muito possível quando insistimos!

        Tempero Caseiro

        Tempero natural -Tempero caseiro

        Tempero Caseiro

        Pra que tempero industrializado se fazer um caseiro é super fácil?

        Receita de tempero caseiro

        Adicione  alho, cebola, salsinha, cebolinha e azeite triturados no mixer, adicionei uma pitada de sal e depois é só manter em geladeira!
        Pronto, simples e fácil, não é mesmo?
        Conheça também nossa Receita de pão low Carb.
         

        Agende sua consulta com um Nutricionista

         

          Consulta + Retorno por 550 reais

          Você também ganha um acompanhamento online de 60 dias por WhatsApp, falando diretamente com a Dra Camila e tem a bioimpedancia inclusa na consulta e no retorno!

          Por favor, prove que você é humano selecionando Um carro.